Telegram lidera: WhatsApp perde o 1° lugar após mudanças

Após anunciar alteração na política de privacidade de dados a Plataforma do Facebook tem encontrado forte rejeição dos usuários

Depois de anunciar mudanças na política de privacidade do Whatsapp, a empresa Facebook está tendo que assistir o crescimento vertiginoso dos concorrentes, e a queda da plataforma de mensagens instantâneas mais utilizada no mundo, que pertence ao grupo.

A plataforma Sensor Tower, divulgou que o Telegram passou para a liderança como app mais baixado entre os usuários de iOS e o Signal em telefones Android. Em contrapartida o Whatsapp passou para 3° lugar.

O que explica esse fenômeno na alta de downloads dos rivais nos últimos dias, trata-se do fato, que o WhatsApp vem comunicando aos usuários a imposição sobre os mesmos em compartilhar os seus dados com o Facebook, o Instagram e o Messenger. Porquanto, os usuários que não submeterem aos novos termos até o dia 8 de fevereiro, poderão ter sua conta excluída.

Por conta disso, os internautas se revoltaram contra a plataforma e começaram a buscar novas alternativas. Com isso, apps como Telegram e Signal têm sido muito procurados nos últimos dias.

O fundador do Telegram, Pavel Durov, registrou a chegada de 25 milhões de novos usuários ao app desde sábado (9), fazendo com que o app ultrapassasse a marca de 500 milhões de usuários ativos.

O portal de notícias  Destaque Gospel,  já possui um canal no Telegram, através do qual você  ficará atualizado  das principais notícias e conteúdos que edificará a sua fé. É só clicar neste link e seguir a página.


A plataforma Telegram aproveitou-se do momento de queda do concorrente e da alta de seus download, para atacar a rival com diversos memes. Em uma postagem no último domingo, o mensageiro usou até o famoso “meme do caixão” para zombar da queda do rival.

Confira no vídeo:

Alguns politicos valendo-se do momento de popularidade da plataforma, começaram a migrar para o Telegram, como o presidente Jair Bolsonaro. Ele fez uma publicação em suas redes sociais na última terça-feira (12), onde o chefe do Executivo divulgou o link para a página dele no sistema.


Sua opinião é importante!